Seguidores

Alô queridos!!!

Alô queridos!!!

sábado, 2 de maio de 2015

Ansiedade: Quando procurar ajuda?

A decisão de procurar um profissional ou não deve levar em consideração os sintomas e a intensidade com a qual o problema se manifesta. Ser capaz de diferenciar a ansiedade normal do Distúrbio de Ansiedade possibilita buscar a ajuda correta para tratar o problema.
O termo ansiedade é geralmente utilizado para descrever estados de preocupação e nervosismo que são vivenciados por todas as pessoas de tempos em tempos.
Esta reação é extremamente útil, pois possibilita que o indivíduo se prepare para enfrentar situações ameaçadoras e reaja a elas de forma adequada.
Entretanto, quando a ansiedade se torna muito freqüente e intensa, ela pode acabar atrapalhando o funcionamento geral do indivíduo.
A ansiedade, quando presente em intensidade adequada, não se configura como um problema e, sim, como uma reação normal do organismo
Distúrbio de Ansiedade é o nome dado a uma condição em que a pessoa se vê em constante estado de alerta. Entre os sintomas deste distúrbio encontram-se a insônia, dificuldade de concentração, pânico e alteração de apetite, sem mencionar perda da capacidade de aproveitar a vida e de relaxar. Sintomas físicos como dores de cabeça, dores de estômago e tensão muscular também podem ser observados.
Não existe uma única causa para o Distúrbio de Ansiedade, mas sabe-se que fatores genéticos e bioquímicos estão presentes na origem do problema. Ao reconhecer os sintomas acima mencionados, o indivíduo deve buscar auxílio psiquiátrico para obter um diagnóstico do quadro e receber tratamento adequado. O distúrbio pode ser controlado através de intervenções psicoterápicas e medicamentosas e quanto antes o problema for diagnosticado, menores serão os prejuízos causados.
Em resumo, pode-se dizer que a ansiedade, quando presente em intensidade adequada, não se configura como um problema e, sim, como uma reação normal do organismo. Entretanto, quando passa a prejudicar o dia-a-dia do indivíduo, ela deve ser contida e tratada por um profissional de saúde mental.
Flávia Leão Fernandes
CRP 06/68043
Psicóloga clínica, Mestre em Psicologia pela Universidade de Londres, Inglaterra e especialista em Psicologia Hospitalar
com enfoque em obesidade.
Cyber Diet

3 comentários:

Lucimar Sant`Ana disse...

A saúde mental é um assunto muito sério e muitas pessoas tratam como casos banais e quando visualizam a doença o problema se multiplica, pelo o preconceito.
Tudo que sentimos de maneira incontrolável deve ser tratado. E no caso das doenças mentais além de ser tratado devem ter acompanhamento sempre.
Obs: Estou sentindo falta da sua visita no meu blog.
Adoro vir aqui sempre aprendo.
Beijos querida.

Dione disse...

Ai, meu Deus... Acho que sofro do distúrbio de ansiedae... Li o post e fiquei tensa! Preciso de um doce(oi??) Louca eu??? Tenho solução ???

Passei para desejar um ótimo final semana!!

Beijos!

Lucimar Sant`Ana disse...

Querida, fiquei emocionada ao ler seu depoimento no meu blog.
São pessoas assim como você que lutam por uma causa justa e de grandes ensinamentos que tem sensibilidade para entender o outro.
Eu gosto de escrever com muita simplicidade como meu próprio blog se define. A vida simplesmente como ela se apresenta.
Procuro vê a alma das pessoas e através das mibhas palavra dar um sentido amplo ao que se destina cada post.
Tenha um fim de samana iluminado.
Beijos.

Nupsea