Seguidores

Alô queridos!!!

Alô queridos!!!

sexta-feira, 24 de abril de 2015

“A única forma segura de fumar é não fumar”

“A única forma segura de fumar é não fumar”, é o mote da campanha que, lançada pela Comissão de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia. Uma mensagem que procura chamar a atenção para a importância da cessação tabágica como única forma de evitar os malefícios do tabagismo que continua a ser a principal causa de morte evitável em todo mundo.
 
smoke
Esta é uma campanha que, mais do que chamar a atenção para os malefícios do tabaco, procura alertar para qualquer meio de consumo de nicotina, seja este através de cigarros convencionais, de enrolar, eletrônicos ou até cigarrilhas, charutos ou cachimbos.
Segundo Ana Figueiredo, Coordenadora da Comissão de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia “é importante consciencializar os fumadores para a importância da cessação tabágica, promovendo o combate à dependência física e psicológica, a qual não deve passar por substitutos como cigarros light e slim, anunciados como tendo menos nicotina, ou até cigarros eletrônicos.”

 Em foco está ainda a promoção da saúde, a qual encontra nas novas diretivas europeias a introdução de importantes medidas que podem ajudar a combater o tabagismo e a introdução de novas formas de consumo de nicotina, especialmente pelas camadas mais jovens. Apesar de estar prevista a eliminação de aromas como o mentol, que tornam o tabaco mais atrativo, a Comissão de Tabagismo considera que ainda há muito para fazer no que diz respeito à regulamentação de questões como a do cigarro eletrónico. “A luta contra o tabagismo deve passar pela eliminação da dependência, o que não acontece com o uso do cigarro eletrónico que acaba por constituir um retrocesso na luta contra o hábito quando o objetivo é a cessação tabágica, não é a sua substituição”, acrescenta Ana Figueiredo
 
O tabagismo é hoje a principal causa de morte evitável em todo mundo, provocando cerca de 6 milhões de mortes por ano. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o tratamento dos fumadores é fundamental para controlar esta epidemia, a par com outras medidas tais como a informação e educação dos jovens, impostos sobre o tabaco e legislação mais restritiva. Vários estudos indicam que a cessação tabágica irá trazer benefícios nos próximos 20 a 30 anos. Feitas as contas se metade dos fumadores deixar de fumar nos próximos 20 anos, evitar-se-ão 400 milhões de mortes.

 “A única forma segura de fumar é não fumar” é a convicção da Comissão de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia que lança no próximo Dia Mundial Sem Tabaco uma campanha que estará presente em mais de 500 instituições de saúde de norte a sul do país.
   
smoke











Sobre a Comissão de Tabagismo da SPP:
A Comissão de Tabagismo existe desde 1992, dela fazem parte 58 pneumologistas. O objetivo principal desta comissão é ajudar a controlar e tratar a epidemia do tabagismo em parceria com outras sociedades ou organismos envolvidos nesta área.

Fonte: Sportlife

Mantenha o otimismo e realize seus sonhos!

Deixe o pessimismo de lado e atraia energias positivas.

Mantenha o otimismo e realize seus sonhos Muita gente não acredita, mas o poder da mente pode nos ajudar a levantar depois de uma decepção pessoal ou profissional ou a cair numa depressão sem fim. 
Mantenha o otimismo e realize seus sonhosFelizmente, o otimismo costuma ter mais peso na vida dos brasileiros Aliado à esperança, é ele que nos ajuda a levantar todas as manhãs e acreditar que o dia de hoje será melhor do que o de ontem. 
Acredita-se que o poder da mente está ligado à coragem. Isso porque o corajoso, mesmo que não seja bem-sucedido, sente-se feliz por pelo menos ter tentado. Já o medroso nem dá o primeiro passo, por achar a derrota iminente. Mas como manter o otimismo num mundo cheio de oscilações? Como fortalecer o pensamento positivo diante do medo da queda? 
 Na opinião de Roselake Leiros, coach de carreira e de vida, palestrante e profissional especializada em desenvolvimento humano, as primeiras ações são parar de simplesmente deixar a vida levar você e tomar para si própria a decisão de ser feliz. "Você realmente pode fazer isso mudando seus velhos padrões de pensamentos negativos", afirma. 
A especialista comenta ainda que, independente do grau de desejo, todas as pessoas querem realizar algo, mas quando não conseguem, a maioria se entrega às lamentações, ao conformismo, ao desculpismo ou ainda sente-se injustiçada e responsabiliza os outros pelas suas frustrações. 
"Apesar de a programação da mente existir desde a vida intrauterina e ser intensamente influenciada pela cultura e padrões familiares, ela continua acontecendo o tempo todo ao longo da vida", explica a Roselake. "Esse fator concede a cada um a possibilidade de avaliar cuidadosamente o que impede e o que possibilita as suas melhores realizações para mudar a qualquer momento", lembra. 
Com o nosso pensamento somos capazes de influenciar tudo, desde os estados emocionais até os padrões de energia fora da gente. Assim, quando estamos otimistas atraímos e nos associamos a energias positivas, como prosperidade, alegria, realização, saúde e boas pessoas. "E se estamos pessimistas ficamos mais receptivos a coisas de vibrações negativas, como frustrações, medos, tristezas, raivas e outros tipos de desconfortos", diz a coach. 
É importante ressaltar que o pessimismo não tem nada a ver com cautela. Esta nos instiga a conhecer o panorama geral da situação que vamos enfrentar, ou seja, os seus pontos fracos e fortes. Não deixa de ser uma estratégia para que possamos driblar qualquer problema que possa surgir durante a caminhada e, assim, garantir um resultado positivo. O pensamento negativo não nos dá nem forças para tentar. 
 Então, para fazer com que pensamentos positivos marquem presença constante na sua vida, Roselake dá outras dicas: 
 - Tenha consciência de tudo que se passa na sua cabeça. Saiba exatamente o que você quer e perceba se as coisas que você pensa a partir daí contribuem ou bloqueiam a sua realização.
 - Cada vez que perceber um pensamento negativo respire mais fundo, reconheça que ele faz parte do padrão do passado e, respeitosamente, coloque-o de lado e escolha um novo pensamento que possibilite a realização. 
 Por Juliana Falcão (MBPress)

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Turbine o seu humor com exercícios físicos

Estudo mostra que os efeitos da atividade física sobre o humor podem durar até 12 horas depois de terminada a sessão de exercício
404Ninguém duvida que se exercitar espanta o mal humor. Mas, ao que parece, os efeitos da atividade física sobre o humor são maiores do que o que se pensava até então.
Estudo apresentado esta semana no Congresso da Academia Americana de Medicina do Esporte mostrou que os benefícios da prática de esporte duram até 12 horas depois de terminada a sessão de exercício.
Os voluntários que participaram da pesquisa – homens e mulheres saudáveis – tiveram de responder uma enquete sobre o seu estado de humor depois de 1h, 2h, 4h, 8h, 12h e 24h.
Todos eles se exercitaram a 60% de sua FCmáx, ou seja, em um nível considerado moderado. Os efeitos positivos ocorreram em todos os tipos de participantes, independentemente da idade, gênero ou grau de condicionamento físico.
“Em alguns casos, o exercício pode complementar outras terapias para o tratamento de depressão, a um custo baixíssimo”, disse Jeremy Sibold, autor do estudo. Para o cientista, os resultados são mais um reforço à ideia de que se deve fazer da atividade física um hábito diário.

Redes sociais podem interferir diretamente no seu humor


Resultado de imagem para imagens rede social

Publicações tristes ou pessimistas motivam outros usuários a postarem lamentações nas redes
Quando você dá aquela olhadinha no seu Facebook, como você se sente? Um estudo feito por pesquisadores dos Estados Unidos provou o que todo mundo já desconfiava: pessimismo pega!
Pode acreditar! De acordo com o The Guardian, os pesquisadores analisaram bilhões de atualizações de perfis do Facebook. Eles descobriram que posts negativos possuem um efeito dominó, ou seja, tristeza gera tristeza.
Então é melhor pensar duas vezes antes de responder aquela perguntinha básica de "como se sente?". A boa notícia é que assim como os sentimentos negativos, os positivos também são transmitidos através da rede e com uma força ainda maior. A alegria também se espalha, gerando sorrisos por onde passa. Incrível não é?
Outra descoberta dos estudiosos teve relação com o tempo. Quando chovia, por exemplo, posts negativos aumentavam 1.16%, enquanto os positivos caiam 1.19%. Cada texto negativo costuma gerar outros 1,29 textos similares.  Já os positivos engajam outros 1,75, pouco a mais que os negativos.
Segundo a psicóloga do Centro Terapêutico Multidisciplinar de São Vicente, Tereza Christina Gonçalves, algumas publicações aparentemente inofensivas podem até afetar a vida do usuário 'fora das telas'. "O perigo está em prejudicar a própria vida da pessoa que expõe queixas contínuas, alimentando seus lamentos e lamúrias pelas redes", comenta.
Para cultivar sorrisos e boas energias a profissional deixa a dica. "Situações emocionais não devem ser assunto para redes sociais. Além disso, exigir atenção dos outros sem necessidade alguma pode esgotar a paciência dos amigos", completa.
Talvez o segredo para um dia mais leve e motivado seja espalhar a felicidade por aí. Vamos ser mais positivos? Seus amigos agradecem!
Por Thamirys Teixeira 

quarta-feira, 22 de abril de 2015

terça-feira, 21 de abril de 2015

Como ter uma mente sã e em forma


10 dicas importantes

1 – Cuida da tua alimentação: informa-te sobre como manter uma alimentação equilibrada e adaptada às tuas necessidades
2 – Faz exercício físico com regularidade
3 – Pratica a extroversão: fala, conversa e partilha com os outros
4 – Exercita as tuas faculdades mentais, nunca deixes de aprender
5 – Mantém atividades sociais, relaciona-te
6 – Empenha-te nas relações afetivas, demonstra carinho fisicamente, dá beijos e abraços
7 – Pratica regularmente o sentido de humor, ri-te e faz rir
8 – Cultiva alguma forma de espiritualidade
9 – Cuida de outras pessoas, pratica o voluntariado
10 – Diversifica as parcelas da tua vida que te proporcionam felicidade!
Fonte: Sport life- Como ter uma mente sã e em forma

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Cigarro atrapalha o desempenho de quem pratica exercícios físicos

Composto por 4.720 substâncias, existem três que interferem diretamente no rendimento dos esportes: nicotina, alcatrão e monóxido de carbono


Por Rio de Janeiro
Cerca de 15% da população brasileira fuma, um número ainda alto, porém menor do que os 35% da década de 80. Não se sabe ao certo quantas dessas pessoas correm ou praticam alguma atividade física, o que se sabe é que o cigarro não só atrapalha o desempenho, como prejudica a saúde.  É o que afirma o cardiologista Marcelo Coloma.
 - O cigarro tem cerca de 4.720 substâncias. Existem três delas que comprometem muito o desempenho do atleta: nicotina, que diminui o tamanho das artérias, que levam o sangue até o músculo, gerando um desempenho muscular bem menor, e também aumenta os batimentos cardíacos; o alcatrão, que diminui a elasticidade do pulmão; e o monóxido de carbono, que compete com o oxigênio, por isso que o indivíduo que fuma tem falta de ar.


A professora Simone Fadel, de 51 anos, fumava desde os 13 anos e parou há 11, por conta da corrida. E não se arrepende da troca.

- Eu fumava muito, chegava em casa e ia tomar banho, era cheiro de cigarro por todo lado, atrapalhou a minha gestação e a amamentação. Depois de tanto tempo sem fumar, acabei de correr 6km muito bem, não conto mais os minutos para fumar ou comprar um maço de cigarro, mas os minutos que tenho para correr.  Eu fiz uma ótima troca - disse.                    
(Foto: Agência Getty Images)
CIGARRO EU ATLETA SPORTV (Foto: Agência Getty Images)
Alcatrão, nicotina e monóxido de carbono afetam diretamente o desempenho (Foto: Agência Getty Images)
Segundo o cardiologista, o fumo está concentrado nas classes mais baixas economicamente da população.

Muita gente que fuma e faz exercício às vezes diz que não sente nada, mas não sabe que se parar de fumar, aquele exercício pode ter o desempenho aumentado assustadoramente em pouco tempo. Hoje o fumo está concentrado na população menos favorecida, com nível de escolaridade cada vez menor. Nos EUA, o número é muito baixo, o Uruguai é um exemplo, lá poucas pessoas fumam. Aqui no Brasil, nós temos campanhas nos maços de cigarro, é proibido propaganda em rádio e televisão, além de existir uma lei estabelecida que prevê o aumento do preço do produto a cada ano.
A empresária Lívia Mourão, de 47 anos, viu sua vida mudar após começar a correr, e entendeu que aliar cigarro e esporte era inviável.
  - Eu gostava de fumar. Quando comecei a correr e participar de prova é que realmente eu vi que não dava pra andar junto com a corrida, entendi que se eu quisesse correr de verdade, teria que parar de fumar. Se você treina no dia seguinte que fuma, sente muita diferença dos dias em que não fumou na véspera. Minha performance foi melhorando à medida em que reduzi o consumo de cigarro. Parei há quatro anos. A corrida é um bom remédio para quem quer parar de fumar. 

 O psiquiatra Gabriel Bronstein, especialista em dependência química, concorda com Lívia ao afirmar que o esporte é um grande aliado daqueles de desejam largar o vício.

 Nos EUA, o número é muito baixo, o Uruguai é um exemplo, lá poucas pessoas fumam. Aqui no Brasil, nós temos campanhas nos maços de cigarro, é proibido propaganda em rádio e televisão, além de existir uma lei estabelecida que prevê o aumento do preço do produto a cada ano.
 O psiquiatra Gabriel Bronstein, especialista em dependência química, concorda com Lívia ao afirmar que o esporte é um grande aliado daqueles de que desejam largar o vício.  
CIGARRO EU ATLETA SPORTV (Foto: Agência Getty Images)
É cada vez menor o número de fumantes no Brasil
(Foto: Agência Getty Images)
 - Cigarro é uma das drogas que mais causa dependência. Se a pessoa quer parar de fumar, a motivação é muito importante, traçar estratégias como o exercício, além do uso de medicação e técnicas psicoterápicas, que também ajudam no processo. O exercício regular, como a corrida, dá uma sensação de prazer, que estimula a pessoa a cada vez mais repetir o comportamento e isso vai deixando o cigarro em segundo plano, o cérebro vai se organizando de outra forma. O prazer do esporte tem que estar associado, não adianta fazer uma atividade só para de fumar parar. O ideal é que a pessoa  se  sinta bem-disse.
                                                                 
                                                                                                           
                                                                                    .